Vendas online internacionais cairão como resultado do COVID 19 - Diggital
598
post-template-default,single,single-post,postid-598,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,qode_popup_menu_push_text_top,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-16.0.1,qode-theme-bridge,disabled_footer_bottom,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.7,vc_responsive

Vendas online internacionais cairão como resultado do COVID 19

Vendas online internacionais cairão como resultado do COVID 19

Estudo divulgado pela Whistl, empresa de logística sediada no Reino Unido, em 23 de abril informa que as compras on-line internacionais em mercados-chave cairão como resultado do COVID 19. Para a pesquisa foram consultados consumidores no Reino Unido, EUA, França, Alemanha, Irlanda e Austrália, sendo questionado o impacto do COVID 19 nas compras internacionais online. Do total de entrevistados, 24% revelaram que irão diminuir a compra online de varejistas internacionais nos próximos 12 meses, 61% permanecerão os mesmos e 15% provavelmente aumentarão.

Queda de % nas compras de sites online internacionais nos próximos 12 meses por país pesquisado:

A Alemanha, o Reino Unido, a França e a Irlanda são os países com menor probabilidade de permitir que o Coronavírus impactem suas compras do exterior. Enquanto Reino Unido (45%) e Irlanda (42%) são os países mais resilientes, sendo muito menos propensos a reduzir seus gastos em outros países por causa do Coronavírus. Os EUA são os mais propensos a reduzir as compras do exterior.

“Nosso instantâneo das atitudes dos consumidores em relação às compras on-line internacionais como resultado do COVID 19 destaca algumas tendências interessantes para os vendedores on-line em todo o mundo. Isso mostra, por exemplo, que se você estiver exportando para os EUA, será mais difícil fazer uma venda e será necessário um esforço maior para criar confiança com esse consumidor do que, digamos, um na Alemanha”, destaca Melanie Darvall, Diretora de Marketing e Comunicação da Whistl.

Enquanto que 14% dos consumidores da Irlanda e 12% da Alemanha deixariam de comprar de todos os outros países por causa do Coronavírus, 29% dos consumidores dos EUA estariam dispostos a parar de comprar de todos os outros países por causa do Coronavírus.

Esta pesquisa reforça a necessidade de entender a dinâmica país a país ao vender internacionalmente. Os vendedores on-line devem manter-se atualizados com as mudanças do mercado através de seus parceiros de entrega que, além de entenderem a logística da entrega, também estão atualizados sobre as mudanças na demanda dos consumidores, conclui Melanie Darvall.

Sobre a Whistl – empresa de logística responsável pela distribuição de mais de 4 bilhões de itens anualmente, sendo líderes de mercado em serviços DSA (Downstream Access Mail), lidando com mais de 50% das entregas comerciais em massa no Reino Unido.

 



%d blogueiros gostam disto: